CORITIBA FOOT BALL CLUB

160x600 Escudo Errado Não
Elenco - Romércio

18/07/2013 15:00:17

Coxa mantém 100% dentro do Couto

Coxa mantém 100% dentro do Couto
Seu Nome:
Seu Email:
Mensagem:
Digite o que vê nas imagens abaixo?

Alviverde venceu todos os jogos dentro de casa no Brasileirão. No total, são nove triunfos seguidos no Alto da Glória

Para brigar na parte de cima em um campeonato de pontos corridos, qualquer equipe precisa realizar uma excelente campanha dentro de casa, além de buscar os famosos pontos fora.

Nesse início de Brasileirão, o Coritiba vem fazendo do Couto Pereira um verdadeiro pesadelo para os adversários. Até aqui, o Alviverde venceu os quatro jogos que disputou no Alto da Glória, marcou seis gols e sofreu apenas dois. Números que somados aos três empates fora de casa, colocaram o Coxa na liderança do Brasileirão, com 15 pontos e invicto.

Se for levado em conta o Campeonato Paranaense e a Copa do Brasil, o Coxa já soma nove vitórias consecutivas dentro do Couto Pereira, marca que começou a ser construída diante do Arapongas, no dia 31 de março, com uma grande virada sobre o time do interior.

Os bons números do Coritiba atuando dentro do Couto Pereira veem de encontro ao apoio incondicional proposto pelo torcedor alviverde desde o início do Brasileirão. O movimento chamado de “Revolução coxa-branca”, que ganhou força nas redes sociais e passou a fazer parte dos jogos dentro de casa vem sendo um aliado importante e um problema apenas para quem enfrenta o Coxa dentro do Couto Pereira.

“Nós temos uma comissão técnica unida com o grupo de jogadores, trabalhamos com respaldo da presidência, superintendência. Agora encontramos também essa sinergia entre time e torcida que tem sido fundamental nos jogos no Couto Pereira”, disse o treinador Marquinhos Santos.

A sequência de triunfos em casa começou na vitória por 3×2 sobre o Arapongas, ainda pelo Paranaense. Ainda são contadas as vitórias sobre o Rio Branco (6×0), Londrina (4×1), Atlético-PR (3X1), Nacional-AM (1×0), Atlético-MG (2×1), Fluminense (2×1), Náutico (1×0), além da vitória no clássico Atle-Tiba, também por 1×0.