CORITIBA FOOT BALL CLUB

160x600 Escudo Errado Não
Elenco - Thalisson Kelven

13/08/2013 18:00:00 ( atualizada em 24/08/2013 17:40:58 )

Queremos casa lotada

Queremos casa lotada
Seu Nome:
Seu Email:
Mensagem:
Digite o que vê nas imagens abaixo?

Elenco reforça participação da torcida no Couto e chamam coxas-brancas para jogar junto nesta quarta

Uma coisa é certa para todo o elenco coxa: a torcida faz sim a diferença no Couto Pereira. As declarações foram feitas já na segunda-feira, após o resultado do ultimo domingo quando o time sofreu sua 5ª derrota do ano. “Ninguém gosta de perder e nós estamos lutando pela liderança, é pior ainda. Mas precisamos do torcedor ao nosso lado, incentivando até o final, sabemos que essa energia faz muita diferença”, iniciou o zagueiro Leandro Almeida.

O coro para o incentivo ganhou a força do restante do elenco na tarde de ontem, na reapresentação do grupo no CT da Graciosa. “O torcedor quer ver seu time ganhar, e temos um padrão invejável comprovado se pensarmos que esta foi nossa quinta derrota em todo a temporada (Coritiba 0×1 Vasco), é um número bom. E só alçamos isso porque a torcida esteve sempre ao nosso lado”, lembra Vanderlei. “Por isso é preciso que eles estejam sempre no Couto vibrando e torcendo”, diz o goleiro.

Para os atletas, contra a Lusa, será preciso ainda mais união de time e torcida, isso porque a comissão técnica terá dificuldades para compor a equipe que entra em campo em virtude das dúvidas e ausências quase certas de William, Alex e Geraldo e da suspensão de Lincoln. “É uma situações esperada em virtude do momento do ano. E lembramos que estamos nos mantendo no G4 e vamos trabalhar muito para manter isto. Independente de quem jogar, essa é nossa meta”.

O pedido de Couto lotado também teve o apoio do treinador Marquinhos Santos, que na coletiva de imprensa de segunda-feira lembrou o quanto importante tem sido as arquibancadas do estádio. “Lembro que na partida do Fluminense, um jogo difícil, o papel da torcida foi fundamental e vencemos. O jogador sente o que vem da arquibancada, é uma energia muito forte”, comenta o treinador.