CORITIBA FOOT BALL CLUB

160x600 Escudo Errado Não
Elenco - Getterson

20/10/2017 18:53:00 ( atualizada em 20/10/2017 20:03:16 )

Coritiba fica com o vice-campeonato

Coritiba fica com o vice-campeonato
Seu Nome:
Seu Email:
Mensagem:
Digite o que vê nas imagens abaixo?

Após cobranças de pênaltis alternadas, piazada coxa-branca perdeu para o Cruzeiro no Couto Pereira

A grande decisão do Brasileiro Sub-20 teve recorde de público da competição em 2017. Quase seis mil pessoas estiveram no Alto da Glória. Nesta sexta-feira (20), no Couto Pereira, a piazada do Coritiba ficou com o vice-campeonato após perder nas cobranças alternadas de pênaltis para o Cruzeiro.

No tempo regulamentar, o resultado foi o mesmo da primeira partida da decisão, o empate em 1 a 1. O gol coxa-branca veio ainda no primeiro tempo, com Índio. O Cruzeiro empatou no segundo tempo, com Jonata. Nas cobranças de pênaltis, os mineiros levaram a melhor, com o Coxa desperdiçando três oportunidades.

Confira como foi o jogo

O Coritiba foi a campo com Arthur, Marcos Moser, Fernando Dinis, Romércio, Thalisson Kelven, Léo Andrade, Vitor Carvalho, Júlio Rusch, Índio, Matheus Bueno e Mosquito. A equipe foi comandada nesse jogo por Mozart, auxiliar técnico, já que Sandro Forner cumpriu suspensão na partida.

Com a vantagem do empate sem gols para ficar com o título, já que conseguiu o empate em 1 a 1, em Minas Gerais, o Coritiba tinha uma estratégia inteligente sob seus domínios. No início do jogo, procurou conter o ímpeto do time visitante. Aos três minutos, Júlio Rusch ficou caído após dividir a bola, na sequência da jogada, o árbitro assinalou uma falta que fez o time alviverde inteiro reclamar. Na cobrança, a bola foi longe, por cima do gol.

O Coxa ia tirando o perigo das chegadas cruzeirenses e ia tentando armar as suas jogadas ofensivas. O jogo, então, ia se concentrando no meio campo. Com marcação forte, o artilheiro da competição, Mosquito, acabou neutralizado em boa parte do confronto.

Aos 24’, a primeira grande chance do Coritiba. Índio chutou, no rebote, Vitor Carvalho bateu forte e a bola passou pertinho do gol. O Cruzeiro ia tentando fazer o seu gol, mas foi o Coxa que abriu o placar e comemorou com a torcida presente no estádio.

Foi aos 36’, que o gol coxa-branca saiu. A bola ficou viva na área, Mosquito resvalou, e Índio concluiu para sair comemorando. “Falta mais um tempo ainda. Estava me cobrando para fazer o gol e espero poder ajudar ainda mais no segundo tempo”, disse ele na saída para o vestiário. Até o fim da primeira etapa, o Cruzeiro ainda teve boa chance de empatar, inclusive em uma bobeira da zaga coxa-branca, mas sem sucesso.  

No segundo tempo, o jogo voltou com ainda mais marcação para os dois lados. Pelo Coritiba, a piazada querendo manter o resultado positivo. Pelo Cruzeiro, a busca pelo empate.

Aos 16’, Mosquito invadiu a área e tentou o arremate, a zaga mineira fez o corte. No contra-ataque, o castigo. Jonata subiu e cabeceou no gol e deixou tudo igual deixando a final ainda mais tensa. Com o resultado, a decisão do título iria para os pênaltis.

A primeira substituição do Coxa foi a saída de Matheus Bueno para a entrada de Romeu. Logo depois, Fernandinho entrou no lugar de Índio. Aos 31’, Fernandinho arriscou, o goleiro deu o rebote e Júlio Rusch pegou a sobra, mas mandou por cima do gol.

O Cruzeiro passou a ter mais domínio no jogo, e o Coxa tentava se reinventar em campo. Com o tempo passando, a tensão foi tomando conta das ações coxas-brancas. Mesmo com mais três de acréscimos, o jogo foi para a decisão em pênaltis.

Cobranças emocionantes

O Cruzeiro começou batendo com Nickson, que converteu. Então, foi a vez de Mosquito bater pelo Coxa, que teve sua cobrança defendida por Vitor Eudes. Vander converteu para o Cruzeiro. Romeu converteu para o Coxa. Cesinha fez o terceiro para o Cruzeiro. Thalisson Kelven fez para o Coxa. Marcelo fez mais um para os mineiros. Fernandinho fez o gol para o Coritiba. Então, se Tony Anderson fizesse acabava a decisão. E ele mandou para fora. Julio Rusch deixou tudo igual.

Começaram então as cobranças alternadas. O Cruzeiro fez o primeiro com Marcio, o Coxa empatou com Fernando Dinis. Victor Luiz bateu para fora. Romércio desperdiçou também, dando defesa para o goleiro Vitor Eude. Victor Carvalho foi para a cobrança e fez o gol.  Lucas Soares fez o sétimo do Cruzeiro e Marcos Moser teve a sua cobrança defendida, com o título ficando para o time mineiro.

Ficha resumida do jogo

Coritiba: Arthur, Marcos Moser, Fernando Dinis, Romércio, Thalisson Kelven, Léo Andrade, Vitor Carvalho, Júlio Rusch, Índio (Fernandinho), Matheus Bueno (Romeu) e Mosquito.
Treinador: Mozart

Cruzeiro: Vitor Eudes, Lucas Soares, Cacá, Gustavo Rissi, Márcio, Victor Luiz, Nickson, Vander, Jonata (Cesinha), Thonny Anderson e Marcelo.
Treinador Claudimir Rates

Público total: 5841
Público pagante: 5078
Renda: R$62.690,00

Confira o vídeo: