CORITIBA FOOT BALL CLUB

160x600 Escudo Errado Não
Elenco - Julio Rusch

30/11/2014 22:29:00 ( atualizada em 30/11/2014 23:11:46 )

"Missão dada, missão cumprida"

"Missão dada, missão cumprida"
Seu Nome:
Seu Email:
Mensagem:
Marque a opção abaixo

Marquinhos Santos valoriza objetivo alcançado, ressalta entrega do elenco e oferece resultado para a torcida

A vitória da noite deste domingo (30) do Coxa fora de casa, sobre o Atlético-MG, campeão da Copa do Brasil, além de garantir o Alviverde na Série A do Brasileirão em 2015, coroou também o trabalho feito pela comissão técnica coritibana, comandada pelo técnico Marquinhos Santos.

Juntamente com Marcelo Serrano, Marquinhos Santos assumiu o Coxa na última semana do mês de agosto, quando o Alviverde ocupava a penúltima posição na tabela de classificação, com apenas 15 pontos ganhos. Coincidentemente, a estreia de Marquinhos no Brasileirão pelo Coritiba foi empatando com o Atlético-MG no Couto Pereira.

“Se não acreditasse no Coritiba, não teria aceitado voltar. Eu disse, em agosto, que foi uma convocação. Quando chegamos o cenário era muito difícil, mas todos foram homens, honraram as cores desse clube e dessa instituição centenária”, disse Marquinhos Santos.  

Era o início de um trabalho longo, mas de muita persistência. O primeiro passo foi retomar a força do Couto Pereira. Deu certo! O aproveitamento dentro de casa no segundo turno até aqui é de 81%, vencendo sete dos nove jogos no Alto da Glória.

“Em muitos momentos a torcida até nos carregou, jogou junto, nos momentos bons e nas horas difíceis. Isso foi fundamental para buscarmos forças e chegar à última rodada completamente livres. É para esse torcedor que nós dedicamos a permanência”, disse o treinador.

Mostrando um comprometimento com a instituição, Marquinhos Santos trouxe de volta, juntamente com a torcida coxa-branca, uma sinergia dentro do clube. Assim que o jogo contra o Galo acabou, o comandante disparou “missão dada, missão cumprida”.

Com Marquinhos Santos, Coxa quase dobra pontuação

O cenário era devastador quando Marquinhos Santos assumiu o time coxa-branca. Na vice-lanterna da competição, o Alviverde não mostrava ter forças para reviver, já que em 18 jogos tinha apenas 15 pontos.

Aos poucos, a comissão técnica foi devolvendo a confiança ao elenco, que, abraçado pela torcida, mostrou uma grande reação. Com a vitória sobre o Galo, o Coxa alcançou os 27 pontos no returno, somando os pontos conquistados contra Bahia e o mesmo Atlético-MG, foram 29, praticamente dobrando o número de pontos.

“O Coritiba é muito grande para ficar nessa situação. Repito que foi uma convocação e fico feliz. Todos no clube trabalharam muito, mas a torcida e esse grupo de atletas foram incríveis nessa retomada”, complementou Marquinhos Santos.