CORITIBA FOOT BALL CLUB

Skyscraper Fim do Boleto

18/06/2015 15:37:00 ( atualizada em 03/09/2015 15:28:19 )

Reunião de integração

Reunião de integração
Seu Nome:
Seu Email:
Mensagem:
Marque a opção abaixo

Unific promove debate entre profissionais para tratar do processo de formação unificada e suas particularidades

Integração. Esta é a palavra que define o trabalho que vem sendo realizado pela Unidade de Informação, Formação e Inovação do Coritiba (Unific), que, na manhã desta quinta-feira (18), reuniu profissionais da equipe principal, Sub-23 e categorias de base alviverde. Discussões concernentes à formação de atletas e as várias possibilidades de integração entre as categorias do futebol do Coxa, conduziram os trabalhos, bem como as primeiras conclusões dos participantes desse encontro.

"A reunião é um marco que nós temos de integração efetiva de todas as partes envolvidas nesse grande projeto de integração do Coritiba. Nós temos um menino do sub-11, com seus conteúdos e aprendizados sendo percebidos também pelo treinador da equipe principal", apontou o diretor executivo, Maurício Andrade, que conduziu os trabalhos e se mostrou satisfeito com a aceitação de todos os profissionais envolvidos no processo do Coritiba.

A reunião é um marco que nós temos de integração efetiva de todas as partes envolvidas nesse grande projeto de integração do Coritiba.
Maurício Andrade

Dentre os diferentes assuntos discutidos, a complexidade da formação um dos destaques da conversa, bem como a particularidade de cada faixa etária nas categorias de base e o processo de formação completo, abrangendo a parte técnica, tática, física e mental de cada atleta.

Parte deste trabalho de formação passa justamente pelos procedimentos na equipe sub-23, sob comando de Tcheco. "Eu estou fazendo parte de um processo muito importante que é o elo entre a base e o profissional, com o sub-23, estou sentindo muita confiança nisso tudo. E tudo o que discutimos vai ser colocado em prática já esse ano, com esses aspectos que estão sendo conduzidos nas reuniões. E eu espero que, com o trabalho de todos, a gente tenha sucesso", destacou o treinador da equipe sub-23, que se prepara para a Taça FPF, com a primeira data de jogos dia 5 de julho.

A Unific ganha fôlego nos processos e cotidiano do Coxa. Lançado recentemente, a unidade pretende justamente trazer a prática dos campos para o debate em encontros, reuniões e simpósios, assim como aplicar os conceitos acadêmicos mais modernos para as praticas diárias de formação. O encontro desta quinta-feira, que será periódico, otimizando o tempo dos membros das comissões técnicas nos períodos em que não houver treinamento em campo, foi o primeiro de Ney Franco. Para o treinador, uma experiência importante e fundamental para o clube.

"Foi uma reunião muito importante e eu, como treinador da equipe principal do Coritiba, me coloquei à disposição para que nós pudéssemos criar ou ajudar dentro do que já se trabalha no clube hoje, alguns parâmetros para avaliar e, depois, preparar atletas nas categorias de base para que esses atletas possam ter uma formação integral e assim atenderem principalmente à equipe principal do Coritiba", disse Ney.

Complexidade e análises específicas

Permeando todas as discussões, um denominador comum foi apontado pelos presentes na reunião. A necessidade de observar as especificidades de cada categoria foi unânime entre as opiniões dos profissionais de futebol do clube. A solução para esta demanda já esta sendo providenciada, uma vez que o Unific está elaborando seu caderno metodológico, detalhando as características de aprendizado e treinamento de atletas desde as categorias iniciais.  O cadernos, aliás, é um dos principais projetos da unidade, sendo visto como ação chave para 2015.

"Nós temos os elementos e conteúdos de acordo com a faixa etária do atleta de 11 até 20 anos. Esse é um dos projetos que nós temos e que a gente teve por parte do Ney uma grande receptividade e uma condição de participação desta construção também. Este caderno é do clube, independente de quem esteja aqui, que o clube tenha a sua política de formação de um menino de 11 anos até os 20", explicou Andrade.

Cada detalhe necessário para a formação de um atleta em suas diferentes fases de aprendizado e aprimoramento deve estar contido neste caderno que vem sendo desenvolvido com a participação de profissionais das áreas técnicas do clube. São observadas as necessidades fundamentais para o desenvolvimento completo de um atleta, para que no futuro ele possa atender à equipe principal com o desempenho de alto rendimento ou atenda a requisitos técnicos que sejam observados de forma positiva por outros clubes, tornando assim o futuro deste jovem promissor no mercado.

"É muito complexa a formação do atleta e você tem que respeitar as etapas. Em alguns momentos, dentro dessas etapas você tem que promover treinamentos específicos. Por exemplo, um jogador da sub-15, nessa etapa o que se desenvolve em um atleta? Mais força física? Mais parte tática? Ou não? Você tem que trabalhar mais a parte técnica dos atletas? Então você tem que estudar cada etapa da formação dos atletas e priorizar os exercícios e os treinamentos respeitando esse princípio básico", explicou Ney Franco.

"Então nós estamos nos propondo a dissecar cada etapa dessa de cada categoria, para que o atleta tenha qualidade. O clube precisa preparar esses atletas na parte técnica, tática, física e mental", complementou o treinador da equipe principal que já acumula experiência nas diferentes categorias de formação, inclusive Seleção Brasileira de base, e hoje passa a contribuir de maneira efetiva no desenvolvimento do futebol alviverde como um todo.

Após esta reunião, fica o comprometimento dos profissionais de contribuírem com o desenvolvimento destes conceitos, aplicando-os na prática, na lida diária dos tantos atletas que sonham em chegar a uma equipe profissional e competir em alto nível. "É um processo importante, para começar a não só ter o entrosamento de uma coisa muito complexa, mas que aos poucos confrontando as ideias em conjunto com todos de todas as categorias, possamos ter um futuro mais próspero e mais harmonioso para o Coritiba", concluiu Tcheco.

Estiveram presentes, além de Andrade, o coordenador técnico do futebol do Coxa, Mario André Mazzuco; o treinador da equipe principal Ney Franco; o auxiliar técnico do profissional, Marcelo Serrano; o treinador da equipe Sub-23, Tcheco; o auxiliar técnico do Sub-23, Sandro Forner; o coordenador técnico das categorias de base, Eduardo Zuma; o coordenador do UNIFIC, Augusto Oliveira; o coordenador administrativo das categorias de base, Sergio Meggetto; o conselheiro do clube, Pierre Boulos; e o assessor de futebol, Henrique Hopker.