CORITIBA FOOT BALL CLUB

160x600 Escudo Errado Não
Elenco - Jean Carlos

12/01/2018 00:12:00 ( atualizada em 12/01/2018 10:15:23 )

Nova filosofia, calor e muito trabalho

Nova filosofia, calor e muito trabalho
Seu Nome:
Seu Email:
Mensagem:
Digite o que vê nas imagens abaixo?

Atletas valorizam período intenso em Foz do Iguaçu em busca dos objetivos de 2018

Para muitos, o momento sem jogos pode ser confundindo com um período de descanso dos gramados, mas não é essa a realidade do Coritiba, que começou 2018 trabalhando muito forte, em pré-temporada. O período de trabalhos que começou em Curitiba e tem parte de suas atividades em Foz do Iguaçu é intenso e os atletas reconhecem a importância deste momento.

"Está duro, está forte, do jeito que eu acho que tem que ser. Os jogadores estão se entregando bastante e eu acredito que fazendo um bom trabalho aqui teremos uma boa base para encarar o ano", explica o lateral William Matheus, campeão paranaense ano passado, que perdeu espaço na reta final do Brasileiro e busca a melhor condição para encarar 2018 em alto rendimento. "Durante o ano temos que tomar cuidado e também manter o que está sendo feito aqui", emenda.

A opinião de William Matheus é compartilhada pelo grupo e, desde o início, a disputa sadia é pelo melhor individual, buscando bons resultados para todo o grupo.

"Está sendo muito bom, acho que é uma etapa importante para a gente se preparar. Os treinos estão sendo aproveitados da melhor maneira e acredito que quando começar a competição todos vão estar na 'ponta dos cascos' para desempenhar o melhor futebol e ajudar o Coritiba a conquistar o melhor ao longo dos campeonatos", avalia o meia Ruy, de volta ao clube após ser campeão da série B em 2017 com o América-MG.

Os trabalhos neste início de temporada vão além da rotina que acompanha o elenco ao longo do ano. A preparação engloba não apenas aspectos fisiológicos, físicos como também à introdução de uma ideia tática. Por isso, é necessário estar atento a todos os detalhes passados pela comissão técnica e também ter o entendimento do pensamento de trabalho do novo treinador, Sandro Forner.

O comandante alviverde esboçou algumas opções de equipe, mas quer introduzir uma maneira de atuar geral, que todos possam se encaixar. "Isso é natural, é começo de temporada e ele (Sandro) precisa ter um time. Acho que não existe nenhum titular absoluto e eu mesmo já comecei como titular em alguns anos e não necessariamente isso valerá para toda a temporada. Todos precisam estar preparados porque haverá oportunidades", finaliza o meia Thiago Lopes, campeão da Primeira Liga ano passado com o Londrina.